Páginas

2012-05-29

Devour the Earth — a urgência de nos tornarmos vegetarianos

O documentário Devour the Earth relembra-nos os problemas que o consumo massivo de produtos de origem animal tem para o planeta. Além das questões éticas que a industrialização da produção animal coloca às sociedades humanas, este filme mostra claramente qual o contributo desta actividade para a desflorestação, a libertação de gases com efeito estufa, a destruição de habitats com a consequente diminuição da biodiversidade, a poluição de solos e oceanos. O documentário defende uma adesão massiva da população mundial ao vegetarianismo/veganismo como forma de resolver muitos dos sérios problemas ambientais.
Veja você mesmo. São pouco mais de 20 minutos.
Alguns factos:
  • mais de 50% dos cereais produzidos no mundo são para a alimentação de gado;
  • são necessários 10 kg de cereais para produzir 1 kg de carne;
  • a terra cultivável necessária para alimentar um vegetariano é menos de metade da necessária para alimentar um carnívoro;
  • um país como a Grã-Bretanha tem capacidade para alimentar 250 milhões de veganos;
  • se o mundo inteiro se alimentasse como um americano médio, o plantea apenas poderia sustentar menos de metade da população mundial;
  • a destruição das florestas tropicais faz-se a uma taxa de 164 000 Km2 por ano;
  • 71% de toda a área desflorestada na Costa Rica foi convertida em pastagens;
  • o Nepal perdeu mais de metade da sua área florestada para a criação de gado;
  • 18% das emissões anuais de gases com efeito estufa provêm da criação de gado, mais do que todos os transportes do mundo que correspondem a 13%;
  • uma só vaca pode produzir 23 toneladas de excrementos por ano;
  • estudos mostram que a incidência de problemas cardíacos (principal causa de morte nos EUA e no Reino Unido) é 30% inferior em vegetarianos;
  • uma dieta vegetariana reduz significativamente os riscos de desenvolvimento de cancro - nomeadamente cancro da mama e cancro do cólon.

Créditos
Foto: Meat, por Divine Harvester (Flickr)

Enviar um comentário