Páginas

2012-11-09

Ecologia e espiritualidade: do contrato social ao contrato natural


As últimas décadas do século XX, animadas em boa parte pelos novos saberes de uma ciência sistémica, viram emergir uma mundividência holística, questionadora dos pressupostos hegemónicos que reificam o mundo não humano e alienam a espécie humana das suas origens. Além dos desenvolvimentos do conhecimento científico, outras formas de olhar mundo, como é o caso do pensamento budista ou do movimento ecologia profunda, imiscuem-se no pensamento ocidental e contribuem para a emergência de novos paradigmas, que questionam as formas organizadoras instaladas. A reflexão que pretendo fazer, propõe a desconstrução da centralidade antrópica através de uma análise histórica vista a partir do interior do pensamento ocidental e do contributo que outras formas de olhar e pensar o mundo poderão dar para a edificação de uma sociedade mais igualitária onde indivíduos, espécies e ecossistemas, sejam reconhecidos como entidades de pleno direito com quem partilhamos o Universo e não como objetos utilitários que apenas servem para satisfazer os caprichos humanos.

Conferencista: Orlando Figueiredo
Organização: Sopro Infinito - Associação Cultural, no âmbito do Curso "Espiritualidades do Mundo" (http://www.facebook.com/events/261938843910353/) - Aberta a todos os interessado

Dia 13 de Novembro às 19h00 na Rua Pascoal de Melo Nº 4 1º Andar - Lisboa


Créditos: Foto: resilience of ecosophical conatus.., por Joël Evelyñ & François (Flickr).

Enviar um comentário